Dos perigos do baseball

O Jornal de Debates lançou a seguinte pergunta:

“Visita de Bush: jogo dos americanos interessa?”

Ao que eu prontamente respondi, imbuído do mais profundo espírito nacionalista:

“Claro que não! O baseball é um perigo. Vejam o exemplo de Cuba. Fidel está no poder há 49 anos e até hoje não conseguiu acabar com esse jogo imperialista. E olhem que Fidel conseguiu acabar com tudo em Cuba: acabou com a agricultura, a indústria, a arte, a música, a cultura. Só não conseguiu acabar com baseball.

Pior, segundo a revista Forbes, Fidel já foi flagrado várias vezes praticando baseball às escondidas, vestido igualzinho a um imperialista ianque.


O Celso Amorim não pode de jeito nenhum aceitar o jogo americano. A única coisa, aliás, que o chanceler precisa fazer imediatamente é mudar o penteado.”