As indefinições de O Globo

O Globo online insiste na ridícula expressão “líder cubano” para designar Fidel Castro.
Líder de que – do campeonato de baseball local?
Fidel tanto pode ser chamado de presidente quanto de ditador, segundo os critérios que se adotem. O dever de O Globo com seus leitores é definir claramente os critérios que o animam.
Trata-se, enfim, de um jornal liberal ou conservador, como queiram, que adota os princípios e definições da democracia clássica – e então deveria chamar Fidel de ditador – ou um jornal de esquerda ou progressista, como preferirem, que enxerga legitimidade no sistema cubano e por isso deveria chamar Fidel simplesmente de presidente?