De que lado o editor está?

Chamar, no título, de “informantes” aqueles que no corpo da matéria serão tratados como “moradores acusados de dar informações à polícias” é uma indelicadeza, certamente, e uma imoralidade.
“Informantes” são traidores. “Moradores que dão informação à polícia” cidadãos que buscam justiça e que deveriam estar sendo veementemente defendidos pela polícia. Afinal, prestaram um serviço à sociedade e agora estão sendo assassinados pelos bandidos que mais uma vez a policia falhou em prender.

É o caso de se perguntar ao editor do Globo Online: de que lado o sr. está?

A matéria, que eu saiba, não foi manchete de nenhum jornal. Mais uma prova de que perdemos o sentido da indignação, o critério de avaliação da importância dos fatos. As falcatruas de Renan e Roriz não chegam nem perto do horror de ver cidadãos julgados e condenados a morte depois de semanas de guerra no Alemão.

Aliás, o nome correto em vista dos fatos deveria ser, em vez de Complexo do Alemão, República do Alemão.

Segue abaixo a abertura da matéria de O Globo Online e o link para o restante do texto.

Beltrame: Traficantes do Alemão estariam executando informantes

Publicada em 04/07/2007 às 23h53m
O Globo e O Globo Online

RIO – De acordo com reportagem publicada pelo jornal ‘O Globo’ , o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, afirmou nesta quarta-feira que o serviço de inteligência do órgão soube que o traficante Antônio José Ferreira, o Tota, estaria torturando e matando, no alto do Complexo do Alemão, moradores acusados de dar informações à polícia. De acordo com Beltrame, as execuções comandadas pelo bandido acontecem depois de as vítimas passarem por uma espécie de tribunal do tráfico.
Ainda segundo o secretário, os corpos dos moradores seriam enterrados no alto do complexo de favelas. Beltrame afirmou que, quando houver segurança, a polícia vai procurar o cemitério clandestino. clique para ler o resto