À sombra de Collor

É óbvio que Renan Calheiros colocou o governo Lula contra a parede e obrigou o PT a salvá-lo. Renan mostra que tem o governo nas mãos.
Interessante é perceber que, se no primeiro mandato, Lula foi tutelado por Roberto Jefferson, um homem de Collor, no segundo parece q será tutelado por Renan, outro homem de Collor.
Será isso apenas coincidência? Não sei, mas sinaliza a hipótese interessante de uma guerra começada há mais de 20 anos e que diz respeito à organização do poder político no Brasil depois da ditadura.
A ditadura entregou um país econmicamente industrializado e politicamente acéfalo. A sucessão de presidentes pós-Figueiredo o demonstra.

Enfim, Lula, que já teve o seu Jefferson, agora terá o seu Renan.