Deita-te na cama e cria fama

Como era de se esperar, a prostituta que acabou provocando a renúncia do governador de NY, Eliot Spitzer, virou mesmo uma celebridade. O nome divulgado de “Kristin” parece saído de um desses pulp fictions de amor da Arlequin: Ashley Alexandra Dupré. Mas seu nome de batismo seria mais prosaico: Ashley Youmans.

Desde que o caso estourou, no começo da semana, descobrir quem era a moça que involuntariamente detonou a carreira do governador se tornara um desafio. Quem chegou primeiro foi o PageSix.com, do New York Post, um tablóide novaiorquino, cuja característica que sempre me chamou a atenção é a de ter duas primeiras páginas: a primeira, óbvio, e a última, que é tratada como uma primeira página dedicada ao esporte.

Para conferir as fotos da moça e de suas “colegas de trabalho”, dê uma olhada no The Smoking Gun (1 e 2), um site especializado em pegar no pé de celebridades, e no obscuro The Post Chronicle, que exibe com mais detalhes as páginas do Emperors Club VIP que foram retiradas da Internet.

A página dela no My Space está bombando, claro. No seu perfil, ela conta:

“I am all about my music, and my music is all about me… It flows from what I’ve been through, what I’ve seen and how I feel. I live in New York and am on top of the world. Been here since 2004 and I love this city, I love my life here. But, my path has not been easy. When I was 17, I left home. It was my decision and I’ve never looked back. Left my hometown. Left a broken family. Left abuse. Left an older brother who had already split. Left and learned what it was like to have everything, and lose it, again and again. Learned what it was like to wake up one day and have the people you care about most gone. I have been alone. I have abused drugs. I have been broke and homeless. But, I survived, on my own. I am here, in NY because of my music.”

Em cidades como Nova York, você tropeça em histórias como essa em cada esquina. O que não significa que sejam falsas ou menos dolorosas. Ashley já conseguiu ao menos inverter o ditado e passar da cama para a fama. O que já lhe valeu uma menção na Rolling Stone.

Se você quiser avaliar os dotes canoros da moça, clique aqui.