Fora China!


É claro que os beneficiários do Bolsa_Ditadura irão dizer que o Tibet é uma “questão interna da China”. Não é. Um mundo global exige princípios globais. A liberdade individual, o respeito à propriedade privada, a auto-determinação dos povos, os direitos humanos são alguns desses pontos inegociáveis.

É preciso que o Brasil se mobilize entre nessa onda: ou a Chnna toma jeito ou os atletas brasileiros não irão às Olimpíadas de Pequim. Aliás, que tal uma Olimpíada alternativa? A Olimpíada dos Direitos do Homem?