2 Comentários

  1. Sim, singelo mesmo o espírito do vídeo, e dos que participam dele. Penso que mais raro do que existirem singelezas nesses dias em que vivemos, seja estarmos abertos para percebermos tais singelezas.Parabéns por sua capacidade de perceber, rara.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *