Ontologia e boçalidade

Chavez vai impor uma tal de “Doutrina Bolivariana” nas instituições de ensino público da venezuela, do primário ao universitário, determinando até a carreira dos estudantes. Como se pode ler, não é mais ensino, mas DOUTRINAÇÃO.

Isso é a (quase) completa e definitiva estatização das pessoas. O “quase” fica por conta da ferrea vontade humana de se impor como alguém, como um eu individual, único, real e livre.

É preciso ser muito estúpido para não perceber q o que está em jogo nada tem de ideológico: é ontológico mesmo!
O q está em jogo é a liberdade do individuo, da familia, do grupo, da reunião de INDIVIDUOS contra o ESTADO – massificador, que transforma o individuo em objeto, no caso do socialismo marxista, um “ente historicamente determinado” de alto a baixo, sem nada de singular.