Imbecil anônimo

Se existisse o troféu “Imbecil Anônimo” – algo equivalente no terreno da imbecilidade ao “Soldado Desconhecido” dos militares – meu voto iria para o sujeito que resolveu TRADUZIR as teclas de atalho do Word em português.

Assim o comando Crtl + A (A = all)  foi “traduzido” para Ctrl + T  (T= tudo)., por exemplo. Alguém deveria ter avisado ao imbecil nacionalista que teclas de atalho são convenções arbitrárias e universalemente válidas em qualquer programa e em qualquer língua. O usuário simplesmente decora o procedimento, sem se importar o que significa o tal A ou C, e o aplica em TODOS os programas q usa.

Mas, aí, claro, por conta do nosso imbecil anônimo nacionalista daqueles que devem ter carteirinha do PC do B e votar na Jandira Feghali, o comando “traduzido” só serve no Word em português.

Eis um exemplo do nacionalismo estúpido que no emperra.