3 Comentários

  1. Obrigada Antonio…, por sua atenção em responder!
    Que bom a minha dúvida ter sido um elogio 🙂
    Saiba que os seus textos são incríveis…tem um estilo tão peculiar. Traduz tão bem o que eu sinto… Você escreve com a alma. E uma alma que se afina com a minha …
    Boa noite pra você!

  2. Eu estou sempre lendo os seus textos….
    Estive relendo “Um amor no trapézio” e fiquei com uma dúvida. Esse trecho:“Não, não diga nada. Nem adeus, nem perdão. Por favor, não. Apenas me sinalize que lá no alto do trapézio onde sempre estivemos e estamos, lá, bem alto, ainda é você quem está do outro lado.” É de sua autoria,né? Depois você veio com uma história de Maiakovski…..
    Adoraria apagar a minha dúvida…aguardo retorno! Grata.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *