Que calor!

Impossível viver… Nem o ar condicionado resolve. Acho que foi o dia mais quente do verão até agora. Até o vento que vinha de leste era quente. Agora à noite parou, e aparentemente não há vento. Some-se a isso a batucada vagabunda de um bloco do bairro, amplificada por um carro de som de quinta e eis um quadro genuinamente infernal.

3 Comentários

  1. …E desde ontem que aqui em Chicago não sai dos -3 e o frio a esta temperatura também queima e arde se se não se protege. Mas, como fazer com o rosto? Nem tanto o calor, nem tanto o frio, né?

  2. rs… Aqui foi quente também, mas agora tem uma brisa bem friazinha e os grilos lá fora estão super falantes. E eu gosto da varanda em dias assim.

  3. Só de imaginar o quadro, senti o clima em plena cidade do México. Uma ducha fria, uma jarra de água dos Alpes (com algumas rodelas de limão ou folhas de hortelã) e talvez o astral melhore. Boa sorte!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.