Pequena grande arte

CAPA

CONTRACAPA
Encontrei essa obra em um site dedicado à arte de rua de todo mundo. clique para ver

O autor se chama Slinkachu e é tudo que encontrei sobre ele no site, além de outras obras igualmente fascinantes. clique para ver

(Acho que dá para ver claramente que são duas fotos do mesmo objeto, uma em close e outra em panorâmica)

Fiquei encantado com a delicadeza do trabalho dele – ou dela, não sei. Em meio a painéis gigantescos, surge essa arte única, delicada, quase invisível, frágil e ainda mais efêmera do que a arte de rua em geral. E no entanto, ao menos em mim, capaz de provocar muito mais emoção, como se me sussurrasse ao ouvido alguma coisa como: “Eu entendo você” ou “Eu também me sinto assim”. Porque descobri-lo na paisagem é de fato como achar algo de muito precioso e exatamente por isso muito pessoal, como que feito para nossos olhos exclusivamente ou como um grande encontro de amor. Enfim, é isso: um encontro. Um delicado e amoroso encontro, inesperado como qualquer encontro, em meio a paisagem inóspita de uma cidade grande.

Os outros trabalhos expostos vão na mesma linha, talvez mais irônicos e iconoclastas, mas igualmente delicados e pungentes.

* * *

Achei o site pessoal dele: clique