6 Comentários

  1. “É uma belezura ver vocês falando assim…” Me sinto como a filha do Alarico (cavalariço da fazenda) quando nós chegávamos para as férias. Ela repetia essa frase com cara desconfiada. Pois agora é minha vez. xD

  2. Exatamente! Tenho relevado (e perdoado) a adesão “à teologia da libertação, ao marxismo e a uma crítica bocó ao capitalismo”, como bem disseste, e procurado me deliciar com diversos insights magníficos do autor. O post de hoje (O Fim do Mundo) está muito bom, embora toque de leve em Marx &Cia. Perdoemos, pois. Se assim não fosse, seria perfeito demais. O “Seis Passos” pode ser acessado no próprio blog (não sei se completo, mas todos os passos estão lá – e cada um é uma viagem). Dá uma olhadinha:
    http://www.baciadasalmas.com/2006/1-viva-a-intolerancia/
    Mudando de assunto, por onde andas?

  3. Comprei o Bacia das Almas do Brabo e estou gostando muito. Ainda não li esse “passo”, e tentei comprar o livro, mas está esgotado.
    (Os últimos posts dele, em que ele “adere” à teologia da libertação, ao marxismo e a uma crítica bocó ao capitalismo não chegaram a atrapalhar meu prazer de lê-lo.. Não sei até que ponto ele percebe – e corre o risco – de aderir a uma outra – mais uma! – ortodoxia, e, pior, àquela cuja prática tem se mostrado literalmente a mais sanguinária e tirânica)

  4. Acabei de ler o Sexto Passo “Sensualize a sua Espiritualidade”, do Paulo Brabo, e a coincidência do post tem tudo a ver. Bom domingo!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.