ficções

Imagine essas vacinas como uma assinatura genética que milhões de pessoas no mundo estão recebendo. Um cavalo de tróia, como esses de computador, esperando ser “despertado” a qualquer momento.

Agora cruze essa hipótese fantasiosa com a noticia de que já é possivel criar uma célula artificial. Imagine então que essa vacina é um “vírus incompleto” (os jornais de fato falam em “vírus atenuado”) e que aguarda apenas a disseminação de seu complemento para desencadear uma epidemia.

Nietzsche na sua loucura profetizava a transmutação de todos os valores. Quando me dou conta que hoje Big Brother é um programa mundial recordista de audiência ou que as pessoas comem voluntariamente algo que chamam de “ração humana”, parece claro – para quem Big Brother e ração humana ERAM símbolos de tirania – que essa transmutação já está em curso.

* * *

A verdade é que vivemos com medo. Medos reais ou infundados. Há mentirar sendo desmacaradas e novas mentiras sendo criadas – e a unica intenção parece ser essa: produzir medo. Passividade, impotência e medo.

3 Comentários

  1. Bom, Rose, não sei… Isto é uma hipótese ficcional no melhor estilo paranóico, conspiratório – e não um alerta, digamos, científico.Mas me parece claro que os governos estão muito mal orientados – para dizer o mínimo. Os meios de comunicação igualmente. Por que digo isso? Por conta do aquecimento global e da aids heterossexual que a despeito de serem farsas evidentes, mobilizaram governos e imprensa. Se quer uma regra: diga não ao global.

    E, Melissa, realmente o Bial com aquele papo bocó sobre a importância histórica do BBB…

  2. Nenhuma grande coerência no viver. Quando ouço falar em vacinas tenho medo… a ração humana me comove e o Bial em seus delírios no BBB transmutou geral. rs…

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *