notas sobre a copa

Só tem um grupo realmente equilibrado: o E – Holanda, Dinamarca, Japão e Camarões. O resto há um favorito e dois ou três disputando a segunda vaga.

A segunda vaga mais certa é a de Portugal (ou Brasil!), porque Costa do Marfim e Coréia do Norte é zebra.

Outras zebras: Nova Zelãndia no F, deixando a coisa entre Eslováquia e Paraguai. A brava Honduras, no H, deixando a coisa entre Chile e Suiça. Nos outros grupos, os três que sobram tirando o favorito, se equilibram, sejam pela qualidade, seja pela ruindade.

Se tudo correr bem a final será Brasil e Argentina. Mas antes haverá embates mitológicos: Argentina e Alemanha, França e Inglaterra, Brasil e França, Argentina e Italia. Vai ser uma boa copa.

Eu xinguei muito o Dunga por não levar Ganso e Neymar. Ainda xingo. Josué, Kleberson são perfeitamente dispensáveis. E você ter três jogadores entrosados de uma equipe campeã um trunfo que nenhum país do mundo tem. vc ter no mesmo time Ganso, Neymar e Robinho é um privilégio raríssimo. nenhum time do mundo tem no seu ataque três de primeiro nível com a mesma nacionalidade. Duvido. E é fácil checar. É só lhar as seleções de Alemanha, Italia, Inglaterra, Argentina e Alemanha. o resto nem precisa.

Enfim, eu escalaria “Ganso, Robinho e Neymar” e mais oito – melhor Julio César e mais 7. Começaria a Copa com esse time. E aproveitaria o segundo tempo das duas primeiras partidas para fechar mais no segundo tempo: sai Neymar e (Ganso ou Robinho) entra Luis Fabiano e qualquer um – menos Josué e Kleberson.

Não se pode deixar de pensar que levar Neymar seria ameaçar a posição do garoto-propaganda da empresa patrocinadora da Copa: Luis Fabiano e a Brahma.