A melancolia é úmida. Combina com a chuva, vem com ela. Já as reticências combinam com as duas: com a úmida melancolia e com a chuva linda, linda.

É o fim do outono no Rio. Maio, o mais lindo dos meses, fecha assim: chuvoso, úmido, frio. Frio carioca, entenda-se. Mas há até quem se resfrie. Acabou a temporada de praia – ou nos tornamos mais serranos ou nos encerramos em casa (com o perdão do irresistível trocadilho idiota).

É dessa melancolia que falo, desse sentimento de introspecção, de recolhimento – bem a cara desse fim de outono, essa chuva, este nariz entupido.

Em Florianópolis já deve estar um frio danado. Lembrei agora de Floripa, do Vento Sul, assim maiúsculo, um ser da cidade como a Figueira, a Lagoa, as Praias.