buda

CAPA

CONTRACAPA
Goenka sempre enfatiza que a meditação Vipassana criada por Buda é uma técnica que pode ser praticada por qualquer pessoa sem abrir mão de suas convições, seja ele cristão, muçulmano, ateu, budista, hindu – o que for. A meditação é uma técnica para se livrar do sofrimento – pela prática, obviamente. A meditação é, portanto, um processo de autocura. Um processo baseado na atenção e orientado por um princípio essencial: tudo passa. Impermanência. Daí se extrai uma física, uma metafísica, uma ética e uma psicologia surpreendentemente modernas para quem esperava encontrar “apenas” uma religião ou uma prática meramente devocional.

Para um cristão, o Vipassana – a essência do budismo – pode muito bem preencher uma lacuna que é a falta no universo cristão contemporâneo exatamente de uma técnica de meditação.

Essa imagem do Buda é a que eu gosto. O Buda leve, introspectivo e atento, feliz.

p