2 Comentários

  1. Será que a beleza existe ou está no homem.

    Qdo eu tinha 1 ano já sabia o que fosse tristeza. Na roça onde morava houve um enterro de um homem. Cantavam músicas tristes. E a filha dela , ele, chamado Seu Zé da Cruz…ela chorava…Eu era bebê e ficava triste. Um bebê já sabe interpretar a tristeza ( ou será que ela existe nele? Somos filtro do triste que existe ou o que existe existe e nós é que imprimimos nossa humanidade.
    Aos dois anos do alpendre da casa na roça vi uma mulher dando uma surra num homem magrinho, chovia muito. A tristeza que aquilo me dava…E tristeza tb quando eu sentia o cheiro de sangue e, pólvora e via os passarinhos vermelhos mortos pela minha mãe e avô ( que naq tempo era comum caçar e empalhar pássaros). Eu um ano, nem andava mas sentia muita tristeza pela morte dos bichinhos. Por quê? O meio em que eu vivia me ensinava que era preciso ser bruta. E se eu era um bebê como interpretava as coisas por meio de sentimentos brutais e tristes.
    Alegre eu ficava quando via desenhos de coelhinhos. Isso quer dizer que eu já interpretava os desenhos, isso, quando os coelhinhos eram desenhos de minhas roupas de bebê.
    A beleza de ser homem e ser um filtro de tudo.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.