um beijo

Viajar é sempre um sobressalto. Minha natureza mineral se irrita, minha natureza vegetal se assusta. Só eu humano quero ir. Enquanto espero é como se eu tivesse de escrever alguma coisa como um testamento ou uma despedida; um prólogo, um prefácio, algo assim. Mas posso resumir tudo em uma frase: “Um beijo”. Acrescido do comentário: “A praia do Flamengo estava tão linda ontem de manhã”.  E hoje certamente estará.