a palavra

“A palavra ilumina.”

* * *

“O exemplo arrasta.” 

* * *

… num tom quase casual não fosse a emoção que as anima, as frases me chegam não como máximas conclusivas de alguma raciocínio elaborado, mas largadas entre outras que brotam espontâneas, direto do coração para a boca, fruto do ímpeto de ajudar unicamente pela gratidão de dar de graça o que de graça se recebeu, elos de uma corrente de amor que se pretende humanamente infinita, criada pelo deliberado esforço de uma multidão de anônimos que no tempo se sucedem arduamente, mas serão talvez aos olhos de um Deus amantíssimo uma só pessoa, Ele próprio encarnado, nem que por alguns segundos, mas em muitos, simultanea e sucessivamente, só por hoje, só por agora, para sempre…