sax

Certamente é injusto dizer isto, mas às vezes me parece tão melhor ser músico e não ter de lidar com palavras, esses peixes fora d’água, escorregadios e ofegantes – “how deep is the ocean?” – esse abismo: flatus voici, último suspiro, lugar comum...