Deo gratias

De um dia para o outro, as duas folhinhas da lichia já são dois longos braços estirados para o céu.

Há nesse gesto – será possível falar assim? – alegria e gratidão, louvor e júbilo.
Dizem das plantas que são a forma mais primitiva de vida.

Sinto o contrário: quando o corpo era o Éden, vivíamos de água e luz em nômade contemplação.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.