Pão e Adão

Faz-se pão como Deus fez Adão.

Junto água à farinha e naquele barro acrescento manteiga e o sopro do fermento, que dá vida à massa. Sovo com carinho, deixo descansar, enformo e levo ao fogo. Pronto. Aos poucos, o aroma dessa combinação de elementos primordiais vai enchendo a casa, ancestralíssimo e trivial. Vê-lo ganhar sua forma final – dourar-se de uma crosta que abraça a massa tornada fofa pelo fogo, tão delicada ao paladar – é também um deleite visual.

Eucarístico, ei-lo sobre a mesa, o pão: carne de Deus a nos convidar para a comunhão. Com Deus ou qualquer um. Porque pão é coisa que se divide – como os nomes que Adão deu de primeiro a cada criatura, uma a uma.

De palavra e pão somos feitos, nos ensina o Pai Nosso que Jesus nos deixou. E é tão fácil fazer pão. Tão fácil dividir. E mais fácil ainda dizer não? Há quem se engane…